30 de maio de 2005

A New Post

Pela chegada do Episodio 3 e o fim da era Star Wars e porque eu mal penso, assisto ou acesso outra coisa, o prato do dia é o primeirão, que atualmente atende pela alcunha de Episódio 4 - Uma Nova Esperança e aí vão algumas das maiores razões pelas quais o adoramos:

10. O fato do Red Six ser um gordo tosco e barbudo com sotaque texano e cara de nerd... realmente faz você se questionar sobre a eficiência do serviço militar rebelde.

9. A cena em que os Stormtroopers estão caçando a Leia dentro do Corvette capturado, e ao avistá-la um deles fala "Set to stun" ('configure para atordoar'), por ser tão descaradamente startrekiano e por ser o único momento em tooooda a saga em que uma arma (qualquer arma) faz isso.

8. A maravilhosa e variada fauna de modelos de dróides como cabides ambulantes, binóculos sobre esteiras, caixotes com pernas e caixas de sapato sobre carrinhos de controle remotos.

7. O painel de controle do Raio Trator da Estrela da Morte ficar num cantinho obscuro de uma passarela fininha sem nenhum corrimão e ninguém pra guardar ou operar.

6. O Stormtrooper que bate com os cornos na porta de entrada da cabine de comando da Estrela da Morte e o fato de que isso não foi eliminado do filme com as subsequentes revisões, edições especiais etc, mas que - muito pelo contrário - foi enfatizada!

5. Toda a abertura, o letreiro que sobe que emenda pro Corvette passando e então o Star Destroyer que o persegue passa, passa, passa e não acaba nunca! :)

4. O lance de ser tudo estranho e incomum (ok, já não mais, mas um dia foi), e ninguém ficar parando pra explicar nada, como se você tivesse o dever de já conhecer aquele estranho universo, sua cultura, sistema, política, hierarquias, tecnologia e o escambau. Porque vira e mexe todas as ficções científicas ainda se sentem na obrigação de parar um filme e dedicar umas cenas pra explicar o que é tal coisa, como funciona tal aparelho, ou justificar cientificamente a existência de teletransportes e afins. nhé.

3. Darth Vader. A primeira assustadora aparição, o sinistrissimo enforcamento a distância ("I find your lack of faith disturbing") e como ao longo vamos descobrindo que ele nem tá com essa bola toda (os milicos fazem pouco dele, ele é meio capacho do Tarkin e dizem por aí que ainda tem um tal Imperador que é o rei da cocada preta de fato).

2. O fato de que tudo isso aconteceu "há muito tempo atrás" e não no futuro acrescenta um charme e um molho muito bacana se você parar pra pensar.

1. Han x Greedo : na boa, a discussão em torno dessa cena é um dos melhores - se não o melhor - tópico nerd de todos os tempos.

E não percam a próxima grande aventura.

1 de maio de 2005

Pink Blog




Roger Waters era um adolescente tímido e que possuía uma vida sexual quase nula. Um belo dia resolveu fazer o que a maioria dos adolescentes tímidos e que tem vida sexual quase nula fazem: criou um blog. Ao lado de outros dois Nerds, Richard Wright e Nick Mason, eles criaram o Sigma 6, que álias ninguém sabe porquê era Sigma 6, afinal eles eram apenas 3. Talvez por esta razão Waters passou o verão de 1966 recrutando novos membros para o seu blog. E foi naquele mesmo ano que Syd Barret se juntou aos 3 membros originais. A partir daí eles desistiram do Sigma 6 e nascia então o Pink Blog.

No primeiro post "The piper at the gates of dawn", nota-se uma tendência ao psicodelismo, talvez fruto do uso frequente que Barrett fazia de LSD. Foi o mesmo LSD que fez com que Barrett fosse expulso do blog, antes mesmo da publicação do segundo post. No entanto, apesar da ausência física de Barrett, ele sempre teria uma séria influência em todas as criações subsequentes do Pink Blog.

A vaga de Barrett foi preenchida por David Gilmour. Gilmour destoava um pouco dos integrantes prévios, pois era boa-pinta e não se encaixava no estereótipo do loser/nerd maldito. Aparentemente, Waters e Gilmour nunca se deram bem no plano pessoal e isto acabou sendo determinante no futuro, como veremos a seguir.

Seguiram alguns posts de pouco impacto como" A saucerful of secrets", "Atom heart mother" e outros poucos dignos de nota. Nesta época, frequentemente Roger Waters podia ser observado em outros blogs mendigando por comments, "Pô, vai lá e comenta , por favor."

Tudo mudou no dia 24 de Março de 1973, com o lançamento/publicação do post " The dark side of the moon". Apesar de ser um clichê, temos que reconhecer - a partir deste dia a história, não somente do Pink Blog, mas de todos os outros blogs do mundo nunca mais seria a mesma. "The dark side of the moon" contrastava com os feel good posts que existiam nos anos 70, pois era sombrio e falava essencialmente sobre a loucura humana.

O counter do site do Pink Blog, que até então marcava 219 visitas (destas 219, 170 eram visitas que o próprio Waters fazia regularmente, a fim de saber se alguém havia comentado alguma coisa), passou a registar centenas de visitas diárias. Até hoje, "The dark side of the moon" é o quarto post mais lido da história dos blogs (Aparentemente, o primeiro é o "Thriller" do Michael Jackson, um manifesto desesperado que exalta todos os benefícios da pedofilia).

Os integrantes do Pink Blog logo colheram os frutos da sua genialidade. De repente, surgiram filas de pessoas e/ou empresas dispostas a patrocinar o site. Logo, os links e os pop-ups passaram a pulular toda vez que as pessoas acessavam o Pink Blog através de seus browsers. No entanto, isto não fez com que a frequência de visitantes diminuísse.

Aquele foi sem dúvida o período áureo do Pink Blog. Obviamente "The dark side of the moon" elevou as expectativas que todos tinham em relação aos 4 blogueiros. E se os posts seguintes não tiveram o mesmo impacto, foram igualmente lidos e apreciados.

Curiosamente, após o êxtase inicial, Roger Waters se mostrou claramente avesso à tamanha badalação. Esta insatisfação com os patrocinadores e visitantes, que exigiam posts cada vez mais frequentes, pode ser claramente vista em "Wish you were here". Podemos destacar o sarcasmo presente em frases como "The blog is just fantastic, that is really what I think, but which one is Pink ?", que representaria a ignorância dos patrocinadores do blog. Já "Welcome to the machine" poderia ser interpretada como um pedido desesperado de socorro. Porém o que mais irritou Waters em tudo isto, foi que alguns versos de "Wish you were here" passaram a ser citação obrigatória em todas as rodinhas de leitura de poesias organizadas por universitários.

O sucesso deixou Roger Waters cada vez mais taciturno e sorumbático.

Ele se sentia traído pelos seus companheiros, isto graças às declarações de Gilmour, Mason e Wright que diziam que Waters não estava lhes dando o crédito que era devido em relação aos posts. Além disso, eles costumavam alfinetar Waters através de comentários sarcásticos feitos nos comments, declarando "que ele sabia tanto sobre templates quanto um macaco amestrado."

A situação havia se tornado insustentável e após o genial "The wall" e o fraquíssimo "The final cut", Waters deixou o Pink Blog.

Atualmente, o Pink Blog vive de reedições de posts do passado e os textos de Waters não são nem uma sombra do que costumavam ser. Todos os blogs ditos "progressivos" que surgiram posteriormente não podem negar que beberam, direta ou indiretamente, da fonte do Pink Blog. Os saudosistas gostam de dizer que após o rompimento do Pink Blog e a morte de John Lennon, os blogs morreram. Na verdade, a indústria dos blogs nunca esteve tão lucrativa como hoje em dia. Milhares de blogs surgem a cada minuto no mundo inteiro, tendo por trás deles jovens que sonham com a fama e a fortuna. No entanto, a qualidade dos textos muitas vezes são sofríveis. "Amigaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, tiiiii adooruuuuuu", "aihh, ki fofuxinhooooooo", "Tddddd de boommm" , são apenas alguns exemplos do que se encontra por aí. E como se não bastasse, surgiu nos últimos anos a maldição dos fotologs. Agora os posts não precisam nem ter mais textos, contanto que tenham rostinhos bonitinhos para serem exibidos nas "fotinhas". Valendo-se deste artifício, os executivos da indústria lançam a cada mês ídolos descartáveis como Britney Spears, Justin Timberlake e Beyoncé Knowles, só para citar alguns dos fotologs mais visitados da atualidade.

Mas nós nos conformamos com tudo isso e levamos nossas vidas adiante. Em algum lugar o Syd Barrett também segue sua vida. Roger Waters afirma que não lê mais blogs. A última atualização no Pink Blog foi feita em 1995, porém os templates são mudados periodicamente. Existem blogueiros que se acham geniais quando rimam "fire" com "desire". Enfim, todas as coisas sob o sol permanecem em harmonia, mas o sol ainda continua sendo eclipsado pela lua.